Atendimento:
(11) 2359-0684

Suporte:
(11) 2368-0710

Seu site está no Google? Saiba o que fazer para destacá-lo

O Google é um dos buscadores mais importantes de toda a internet. Para se ter uma ideia, ele é responsável por mais de 94% das pesquisas realizadas online diariamente em todo o mundo.

Na internet, em geral, existem cerca de 25 bilhões de sites registrados. Ou seja, para fazer o seu site se tornar um destaque e conseguir alcançar um número satisfatório de acessos por dia, é necessário conhecer algumas técnicas de otimização, que possibilitam que o seu site esteja habilitado para aparecer sempre nas primeiras pesquisas.

Qual é a importância de destacar o seu site no Google?

Atualmente, a internet se tornou um método eficaz para divulgar a sua empresa e, com isso, conseguir uma quantidade maior de clientes. Por essa razão, aparecer na primeira página de um buscador como o Google faz com que o seu negócio cresça em grandes dimensões, além de também possibilitar que a credibilidade de sua marca também aumente, fazendo com que ela se torne mais confiável para os consumidores e usuários da internet.

Como o Google é o buscador mais importante da internet, é por ele que você pode conseguir um número elevado do que chamamos de tráfego orgânico – ou acessos em seu site realizados através de pesquisas na internet.

A maioria das pessoas não chega nem à segunda página de pesquisa do Google, já que elas conseguem encontrar um site com conteúdo preciso dentro da primeira página mesmo. Isso faz com que estar na primeira página do buscador seja muito importante para a quantidade de acessos que você visa receber.

Para saber qual site merecer estar na primeira página de pesquisa, o Google utiliza um sistema de ranking, onde cada site é analisado separadamente para ver se os seus padrões estão adequados ao que eles consideram um website de qualidade.

Rankeamento do Google: quais são os critérios?

Antes de mais nada, é necessário saber que os buscadores como o Google utilizam uma série de critérios e normas que são analisados em cada site, possibilitando que esse site fique ou não nas primeiras páginas de pesquisa.

Esses critérios são atualizados ou modificados diariamente, o que torna a “ciência” de otimização um pouco incerta. Entretanto, é de conhecimento geral que o Google considera alguns pontos vitais para rankear um determinado site.

Por esse, o conteúdo escrito presente dentro de um site é um dos pontos mais importantes para se ter um bom rankeamento. Os textos e artigos precisam ser precisos, de qualidade e que faça com que o usuário encontre o que ele precisa.

O conteúdo também acaba sendo uma peça essencial para outro ponto muito importante de rankeamento: a experiência de um usuário dentro do seu site. O Google analisa quanto tempo um internauta permanece dentro de uma página do seu site e considera esse tempo essencial para o ranking. Dessa forma, ter um bom conteúdo pode ajudar na experiência desse usuário.

Além disso, contar com linkagens e citações de outros sites confiáveis para o seu próprio site também é levado em conta para as avaliações do Google.

SEO: o que é e para que serve?

Para estudar e criar técnicas a partir do que é sabido sobre esses critérios do Google, foi inventado o que é chamado de SEO: em português, otimização de sites.

A partir do SEO, os profissionais puderam ter maior acesso às informações e normas do Google para o ranking nas páginas de pesquisas, possibilitando que uma série de técnicas fossem divulgadas para possibilitar a otimização de sites que visam se tornar um destaque no Google.

Dessa forma, é possível que você conseguia adequar o seu site para o Google através de uma melhorada no design (que deve se tornar simples e claro para os usuários), um estudo de palavras chaves (keywords), que será utilizado para a criação de conteúdo de qualidade para as páginas de seu site.

Além disso, o SEO também permite, por exemplo, a utilização de técnicas como a de link building, que basicamente consiste na arte de conseguir linkagens em sites confiáveis para o seu site.

Black Hat: evite a trapaça

Com a popularização do SEO, foi inevitável a invenção de técnicas que burlam os critérios do Google. Essas técnicas são chamadas de Black Hat e nada mais são que trapaças que, em muitos momentos, nem chegam a funcionar e fazer o site ser destacado no Google.

Então, por exemplo, utilizar textos escondidos recheados de palavras chaves, de sites criados única e exclusivamente para redirecionar o usuário para um site principal, e também a criação de sites que são aparentáveis apenas para as plataformas de avaliação do Google são técnicas de Black Hat.

O Black Hat pode acatar em punição severa para o seu site, portanto, fique atento: se você procura deixar o seu site entre os destaques do Google, encontre um profissional capacitado em SEO, que poderá te ajudar nesse quesito!